terça-feira, 7 de outubro de 2008

Saiu o prêmio Nobel de Física de 2008

O prêmio Nobel de Física de 2008 saiu para os pesquisadores Yoichiro Nambu, 87, dos EUA, que levou metade, e a outra metade foi dividida entre os japoneses Makoto Kobayashi, 64, e Toshihide Maskawa, 68.

O prêmio foi atribuído ao conceito de quebra de simetria. Quando partículas são produzidas, como ocorreu no início do universo, elas são criadas dao pares, ou seja, para cada partícula surge uma antipartícula, que possui as mesmas características da outra, mas com carga elétrica trocada. Por exemplo, a antipartícula do elétron é o pósitron (com carga positiva) e a do próton é o antipróton (com carga negativa). O detalhe é que observamos no universo predominante apenas um tipo. O que aconteceu com as suas parceiras?
A explicação pelo "desaparecimento" foi dada por esses pesquisadores, quando eles apresentaram o conceito de quebra de simetria, ou seja, o fato de existirem as partículas e antipartículas seria uma simetria. Sobre o conceito de simetria nas leis da física, acessem esse artigo: a fundamental beleza da natureza.






Da esquerda para a direita: Yoichiro Nambu, Makoto Kobayashi e Toshihide Maskawa (fotos: Scanpix / Kyodo-Reuters / Kyoto University).

2 comentários:

  1. Victor Garcia12:47 AM

    Professor,

    Resumidamente, qual seria a explicação para o "sumiço" da anti-matéria do universo?

    Parabens pelo blog!

    ResponderExcluir
  2. Caro Victor,
    A rápida inflação que o univeros teve nos seus primeiros instantes levou a essa quebra de simetria que esses peesquisadores proporam. É algo parecido como o rápido congelamento de um líquido, como a cerveja quando está abaixo de 0 C, mas devido ao fato de estar engarrafada e com uma pressão mais alta que a atmosférica ainda não congelou. Ao abrir a garrfa rapidamente a cerveja congela, pois subitamente o volume aumentou. De maneira análoga deve ter acontecido no início do universo. A rápida expansão "congelou"a fase da matéria que temos hoje.
    Um abraço
    Adilson

    ResponderExcluir

Todos os comentários são bem vindos desde que sejam pertinentes aos posts