sábado, 13 de janeiro de 2007

Está no ar o novo número da Click Ciência


Estamos lançando o novo número da Click Ciência. A edição desse mês é sobre a origem da vida.
Vejam o Editorial desse mês.



A origem da vida é uma das questões que a ciência ainda não conseguiu desvendar. Esse tema tem ganhado uma singular importância nos últimos tempos por causa da polêmica que existe entre os defensores das idéias evolucionistas e criacionistas (que propõe que todas as formas de vida que existem na Terra foram criadas na forma atual e na evoluíram com o tempo), principalmente porque é uma questão que esbarra não somente na pesquisa científica, mas também nas crenças religiosas dos indivíduos, pois esse tema era tratado como domínio das religiões até o século 19. Nessa edição da Click Ciência não entramos nesta polêmica, entretanto discutimos alguns modelos que têm aceitação científica.

Na reportagem de abertura, Origem incerta, falamos um pouco sobre a formação da Terra e sobre o conceito de vida. Nela você descobrirá curiosidades como: porque é tão complicado estudar a origem da vida e quem são os seres mais antigos descobertos até hoje. Também conhecerá a teoria da Sopa Primordial, colocada em teste em 1953 e estudada até hoje.

Diversificação das espécies: uma receita complexa para entender é o título da reportagem onde descrevemos a complexidade existente na formação da vida desde a primeira molécula até o homem. A teoria mais abordada neste texto é a da evolução. Nele, citamos alguns dos processos que geraram as diversificações, como o de mutação. Mais tarde, percebe-se que a diversidade aumenta com o surgimento do homem. Descrevemos algumas curiosidades sobre determinadas espécies que foram desenvolvidas pelo processo de seleção artificial.

Na reportagem Cooperadores desde o início explicamos uma teoria que está entre os temas de estudo de um professor do Instituto de Física de São Carlos. Essa teoria defende a cooperação, e não apenas competição, como ingrediente fundamental para o surgimento da vida em seus estágios iniciais. O mesmo pesquisador nos explica, na reportagem Hiperciclos – uma cooperação entre moléculas, o funcionamento dos hiperciclos, um esquema ainda em estudo que tenta explicar o surgimento das primeiras moléculas da vida e sua diversificação. Nessa reportagem, infográficos são utilizados para melhor compreensão do que são os hiperciclos.

O biólogo Jerry Carvalho Borges, em Idéias sobre a origem, é o entrevistado deste mês. Ele nos fala sobre algumas teorias que existem a respeito da origem da vida, como as teorias da “panspermia” e da “hipótese da raridade na Terra”. Também nos fala sobre a possibilidade da existência de vidas em outros planetas e da importância, para a compreensão de nossa origem, de se explorar o espaço.

Nesta edição a seção Artigos conta com a participação de dois colaboradores. Carlos Alexandre Wuensche, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), e André Luiz Soares Varella, integrante do Grupo de Supercondutividade e Magnetismo (GSM).

Wuensche fala, em A Terra é um oásis cósmico?, sobre a origem das moléculas essenciais à vida e o surgimento desses elementos. Ele explica os motivos que fazem com que a simples existência desses elementos, que ele chama de os tijolos da vida, não impliquem no aparecimento da vida. Também nos fala sobre a vida em outros planetas e sobre os extremófilos, organismos que seriam capazes de sobreviver a grandes jornadas interestrelares. No artigo Vida no Sistema solar, Varella descreve o surgimento das estrelas, dos planetas e do Sistema Solar. Após relembrar a formação desse sistema, o autor faz uma reflexão quanto a vida na Terra.

A seção Colunistas conta com uma nova colaboração: Márcia Tait, jornalista e pesquisadora do Laboratório Aberto de Interatividade para Divulgação do Conhecimento Científico e Tecnológico (LabI), da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Em sua primeira coluna para a revista Click Ciência, intitulada Tecnociência: Espada do Peter Pan ou Vassoura de Bruxa?, ela descreve duas visões distintas em relação a ciência e a tecnologia (tecnociência). Uma vê a tecnociência como uma arma que pode ser usada para o bem ou para o mal. A outra entende a tecnociência como produto possível de ser utilizado apenas pelo seu “dono”; como uma “vassoura de bruxa”. O texto desperta nossa atenção para diferentes visões da ciência e tecnologia.

Adilson de Oliveira, colunista e editor desta revista, escreve esse mês sobre a como pode a vida pode se manter em um universo que tende a desorganização. Na sua coluna A complexidade da vida ele descreve como os organismos vivos vencem o seu embate constante contra a entropia.

Contato é o filme que recebe destaque na seção Resenhas. Nele a jornalista Samira Manfrinato descreve os temas centrais do filme, que tem relação com o tema desta edição: origem da vida. Ernesto Chaves Pereira, professor associado I, coordenador do NANOFAEL, do Departamento de Química da Universidade Federal de São Carlos, é autor da resenha do livro A parte e o todo. A obra, do físico alemão Werner Heisenberg, revela momentos sociais e políticos da sua vida. Pereira também descreve alguns acontecimentos que ocorreram na vida de Heisenberg que lhe chamou a atenção.

A equipe Click Ciência espera, neste novo número, dar continuidade a sua proposta de divulgação científica. Esperamos sempre os seus comentários, críticas e sugestões. É com grande prazer que fazemos a nossa tarefa. Boa leitura!

2 comentários:

  1. Ricardo Diaz4:22 PM

    Olá Prof.º Adilson!

    Parabéns pelo excelente site. Bastante informativo e riquíssimo em conteúdo!

    Abraços Ricardo Diaz

    ResponderExcluir
  2. Olá Prof.º Adilson!

    Parabéns pelo excelente site. Bastante informativo e riquíssimo em conteúdo!

    Abraços Ricardo Diaz

    ResponderExcluir

Todos os comentários são bem vindos desde que sejam pertinentes aos posts